terça-feira, 16 de março de 2010

Suponhamos....



Suponhamos que eu seja uma criatura forte, o que não é verdade. Suponhamos que ao tomar uma resolução eu a mantenha, o que não é verdade. Suponhamos que eu escreva um dia alguma coisa que desnude um pouco a alma humana, o que não é verdade. Suponhamos que eu tenha sempre o rosto sério que vislumbro de repente no espelho ao lavar as mãos, o que não é verdade. Suponhamos que as pessoas que eu amo sejam felizes, o que não é verdade. Suponhamos que eu tenha menos defeitos graves do que tenho, o que não é verdade. Suponhamos que baste uma flor bonita para me deixar iluminada, o que não é verdade. Suponhamos que eu esteja sorrindo logo hoje que não é dia de eu sorrir, o que não é verdade. Suponhamos que entre os meus defeitos haja muitas qualidades, o que não é verdade. Suponhamos que eu nunca minta, o que não é verdade. Suponhamos que um dia eu possa ser outra pessoa e mude de modo de ser, o que não é verdade.



[ Clarice Lispector].....sempre ela....sempre!

4 comentários:

CarOl disse...

Tá lindo seu blog, de cara nova!!!
Clarice tem cada texto liiiindO!! Esse ainda não tinha lido!!
bjuss
Adorei esse visual!!!

Alex Rolim disse...

E suponhamos que a vida é viver, isso é verdade. A verdade é que, tudo que vivi, ainda não foi o suficiente para aprender sobre o que vou viver. A verdade é que o caminho que a gente faz está sempre atrás dos nossos passos, porque o que está a frente ainda será construído com a próxima pegada. A verdade é que sempre mudamos, ou supomos que estamos diferentes. E suponhamos, agora, que me fiz entender, será verdade?

Alex Rolim disse...

E suponhamos que a vida é viver, isso é verdade. A verdade é que, tudo que vivi, ainda não foi o suficiente para aprender sobre o que vou viver. A verdade é que o caminho que a gente faz está sempre atrás dos nossos passos, porque o que está a frente ainda será construído com a próxima pegada. A verdade é que sempre mudamos, ou supomos que estamos diferentes. E suponhamos, agora, que me fiz entender, será verdade?

Tati Rodrigues disse...

Suposições... a vida é também feita com elas... ainda que não possamos considerar como verdade, podemos sim, compreender que a verdade pode surgir a partir de...

e a verdade sempre comparece em nossa essencia guria... Clarice entendia disso... suponhamos... hehe

Xero guria.