domingo, 25 de maio de 2008

APENAS TENTE!




Quem tem irmão sabe bem como é um relacionamente entre "malas" dentro de uma casa..
Aqui em casa não é diferente sempre queremos o melhor para as nossas " malas " tão queridas..E eu tenho uma mala que eu adoro..muito e de coração..
meu irmão mais velho..e sempre que posso a gente discute sobre a vida..
Hoje eu ele discutindo eu dando uma de psicologa.. e ele de "figura" vejam só:

Eu: -Não gosto desse seu jeito de ver as coisas sobre o mundo , sobre as pessoas..eu acho que você deveria mudar alguns conceitos pra viver melhor...
Ele: srsrsrs..quem fala...
Eu: -Mais assim tem certas coisas como ATITUDE que não faz mal..a ninguém..
você deveria ter mais...em relação a algumas coisas....!
Ele:- Mia fia...( isso mesmo ...) na vida a gente nasce errado mais a gente tem que tentar dar certo...e fazer certo.
Eu (no pensamento): É Mesmo.

Sim essa simples frase me deixou reflexiva..."nascemos errado"..e a vida e ela que nos molda..nos determina..nós conduz...mais é as nossas atitudes..essas sim temos que ter pra vida dar certo..
Cuidado com as atitudes..pq elas nos determinam no conduzir da vida...!
Se tudo o que acontece no mundo depende dos nossos atos, se nem todos os planos se concretizarão, se não temos muitas vezes controle sobre absolutamente nada, qual o sentido das coisas, então? Por que cruzar os braços, simplesmente, e esperar que tudo "siga seu rumo"? O vazio causado por esses questionamentos é muito grande...

...Aprendi a ver o mundo com olhos de quem sabe o que quer...
Aprendi a dizer sim quando quero dizer sim, e fazer valer o meu não...
Aprendi a ser correta e sincera, e perder por isso também...
Aprendi que cada um é como é, mas eu queria que fossem diferentes...Aprendi a me ver e me conhecer sem vergonhas, medos e impulsos... no meu tempo, a meu modo...
Aprendi que só enxerga de verdade com o coração, mas quando ainda se tem ele...
(É! Cecilia Meireles )

10 comentários:

Nadezhda disse...

Tenho essas conversas com a minha irmã mesmo. Às me desanimo e cruzo os braços, mas depois percebo que isso não vale a pena. Mesmo que pareça não ter saída. Mas sempre tem!

;)

Gostei do seu blog também!

Vinícius Aguiar disse...

Postagem muito inteligente, e reflexão bastante coerente. Pessoalmente, acho que o segredo de tudo está no fato de aprendermos a respeitar os outros, suas decisões, suas posturas, suas escolhas... de fato a nossa vida é determinada por nossas atitudes, e todos nós desejamos ser compreendidos, mas o paradoxo está no fato de que quase nunca compreendemos, e pior, temos a terrível mania de tentar moldar o mundo e as pessoas ao nosso bel prazer. Por isso, muitas vezes, vem a frustração! Quando aprendermos de fato e de direito que cada pessoa é um mundo, um sonho e um desejo, aprenderemos a conviver melhor com todas as diferenças, e a conduzir melhor nossa própria vida!

Parabéns pelo blog, voltarei mais vezes!!

Drêycka disse...

Bem legal. Tem um pouco a ver com o post que que irei postar Quarta-feira... heheeh Eh, ele já tá pronto...

Olha, bju pra vc, viu? Aparece!

Patrícia disse...

Irmãos...
Converso bastante com a minha irmã, as vezes sai cada perola rsrs, mas tbm sai mta coisa que me pego pensando depois!
Beijos

João Videira Santos disse...

Conversa de irmãos, é conversa comum...Com esta ou aquela nuance, conversa de irmãos nem sempre revela o "antagonismo" que parece...Gostei da abordagem

Dama de Cinzas disse...

Eu tenho certeza que nasci completamente errada e to tentando me consertar até hoje... ahahah

Sobre seu comentário no meu blog, achei interessante o que disse, todos sempre têm uma solução infalível para a sensação de vazio, como se fosse uma receita de bolo. Mas faz parte do ser humano, afinal ninguém pode dizer que tá doente do nosso lado que logo receitamos algo, como se médicos fôssemos... rs

Gusta Fernandes disse...

que inveja... amo a malinha da minha irmã... mas, conversas assim, tão construtivas (conselhos) é uma briga feia! (risos) por que irmãos são assim?!!! O texto tá lindinho e bastante reflexivo! Como diria o Charlie Brown: " Eu sou errado que deu certo, mas quem que é errado no mundo dos espertos?"
gostei do post de hoje!


>> bjaUm! <<

''[G]ü[R]ÿ disse...

nascemos errados... não acho.. acho q nascemos do jeito que deveríamos, então é: nascemos certos! mas a prox parte concordo pois, a vida nos molda, e nessa constante de variáveis somos moldados à enxergar um mundo sob uma nova (e as vezes, mtas vezes, distorcida) ótica.

parabens elis, pelo blog..

ainda espero uma visita tua no meu

alohaa

Antônio disse...

Bem, na qualidade de irmão mais velho, sempre tento guiar meu irmão pelas veredas da justiça (me apropriando do que diz o salmo), apesar de ainda não termos esse tipo de conversa filosófica, já que ele tem apenas 9 anos, então nos restringimos às gargalhadas que damos assistindo Madagascar e Rei Leão III.

Contudo, é notório que o aprendizado diário nos molda e nos conduz ao caminho certo, desde que o desejemos, naturalmente. Com isso, também moldamos nossas atitudes, que acabam por justificar a nossa vida.

É um assunto bem reflexivo...

Beijo!

Toninho Moura disse...

Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é!
Caetano Veloso.