terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Eu sou pedra...




Eu sou uma pedra."
"Uma pedra?"
"Pedras são resistentes e impenetráveis. As coisas que lhe atingem quase não lhes danificam. Pedras são seguras, confiantes. Têm a beleza de uma fortaleza, que guarda tesouros misteriosos.
As facadas que tentam lhe atingir não as destroem, não as danificam, não as desmoronam. Deixam apenas sulcos, cicatrizes de algo que ocorreu um dia. Mas não causaram dor, nem causarão.
Pedras são mestras. E não é qualquer um que tem acesso ao seu interior.
Ser uma pedra é ser seguro. Ter força diante de tudo que vem. É ser forte, ser corajoso para perceber que as facadas da vida doem só no momento. A dor passa. As marcas ficam.
Marcas de uma vida inteira de obstáculos..... vencidos riscadas na superfície de uma rocha. Mas as facadas não conseguem acessar seu interior.
As pedras são bonitas de uma beleza corajosa. Elas sentem dor, mas não demonstram. Agüentam, superam. Afinal, em breve, a dor seria apenas mais uma marca no registro riscado de sua vida."

A beleza de ser uma rocha é saber proteger a flor existente ali dentro. ....

6 comentários:

*Natália* disse...

Definitivamente não sei ser pedra.
Tô mais pra areia do que qqr coisa.
FELIZ NATAL
beiijos

Daniel Savio disse...

Menina, você pode ser uma pedra preciosa, que tal?

Aproveitando o momento, um feliz natal um prospero ano novo, para ti e a sua familia.

Fique com Deus, menina Senhorita Elis.
Um abraço.

Sil disse...

Bem interessante seu post...

Acabei me lembrando desta música:

Medo da Chuva
Raul Seixas

É pena que você pense
Que eu sou seu escravo
Dizendo que eu sou seu marido
E não posso partir

Como as pedras imóveis na praia
Eu fico ao seu lado sem saber
Dos amores que a vida me trouxe
E eu não pude viver

Eu perdi o meu medo
O meu medo, o meu medo da chuva
Pois a chuva voltando
Pra terra traz coisas do ar

Aprendi o segredo, o segredo
O segredo da vida
Vendo as pedras que choram sozinhas
No mesmo lugar

Eu não posso entender
Tanta gente aceitando a mentira
De que os sonhos desfazem aquilo
Que o padre falou

Porque quando eu jurei meu amor
Eu traí a mim mesmo, hoje eu sei
Que ninguém nesse mundo
É feliz tendo amado uma vez...
Uma vez

Eu perdi o meu medo
O meu medo, o meu medo da chuva
Pois a chuva voltando
Pra terra traz coisas do ar

Aprendi o segredo, o segredo
O segredo da vida
Vendo as pedras que
Choram sozinhas no mesmo lugar

Vendo as pedras que
Choram sozinhas no mesmo lugar
Vendo as pedras que
Sonham sozinhas no mesmo lugar

...

Um beijo!

Tati Rodrigues disse...

Acho que sou uma pedra... haha...

definitivamente!

bom, apesar da senhorita ter me abandonado, meu coração de pedra aqui sente saudades...

bjs guria.

CarOl disse...

De vez enquando
tbm sou uma pedra!!!
Fooorte, mas vivo como
água!!!
bjuus

Ana Paula disse...

"Apenas mais uma marca no registro riscado de sua vida"...Imponente pedra, linda de viver!
Bjos...