terça-feira, 8 de junho de 2010

Momentos infimos de mim...


Fica decretado que a maior dor sempre foi e será sempre não poder dar-se amor
a quem se ama e saber que é a água que dá a planta o milagre da flor....


Escreva a sua história na areia da praia,
Para que as ondas a levem através dos 7 mares;
Ate tornar-se lenda na boca de estrelas cadentes.

Conte a sua história ao vento,
Cante aos mares para os muitos marujos;
Cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.

Escreva no asfalto com sangue,
Grite bem alto a sua história antes que ela seja varrida na
Manha seguinte pelos garis.

Abra o peito em direção dos canhões,
Suba nos tanques de Pequim,
Derrube os muros de Berlim,
Destrua as cátedras de Paris.

Defenda a sua palavra,
A vida nao vale nada se você nao tem uma boa história pra contar....

PSIU:: Galere...estou com um novo blog agora de decoração e outras coisitas vistem tb :http://quemundinhochic.blogspot.com...................me vistem lá tb..sr! xero a todos!

4 comentários:

Marcelo R. Rezende disse...

Que texto mais lindo. Daqueles que a gente lê e o coração aquece.

feя. disse...

Tem selo pra ti no meu blog!
rsrs

até... ^^
fer.

Vladir Duarte disse...

E não vale mesmo! Lindo texto...


Valeu.

Willyan Luemi disse...

Curioso, curiosíssimo...
Passo horas, a procuro de um blog que eu ainda não conheça e que contenha bons textos...e nada.

Aí de repente, vc gentilmente passa lá em casa, deixa uma flor na porta... e me deixa o rastro para poder chegar até aqui. Assim, de graça.

Muito obrigado!

Seu poema trás melancolia e beleza.A profundidade de um vasto oceano, e a simplicidade de uma nuvem. Me encanta a sua interação com o universo que te cerca!
Desculpe pelo comentário abstrato,
mas não consigo digerir de outra maneira uma poesia.

Um abraço na alma!