terça-feira, 10 de novembro de 2009

O que vc faria....



O que você faria se descobrisse que tem apenas mais um ano de vida? Eu faria tanta coisa. Inclusive vivo pensando se o que estou fazendo está certo e se realmente é o que quero. Afinal de contas, viver a vida da melhor maneira é a melhor saída. No filme O amor pode dar certo (Griffin and Phoenix) Henry Griffin (Dermot Mulroney)
tem um câncer terminal e decide viver a vida ao máximo. Nessa nova fase ele conhece Sarah Phoenix (Amanda Peet) em uma aula sobre a morte na Universidade de Nova York. Os dois viram parceiros de aventura porque ambos não tem muito tempo.
Dai a pergunta: por que deixar para viver tudo o que quer só quando você tem a certeza que o tempo está acabando? Você já parou para pensar que essa incerteza é algo real em sua vida? Naturalmente o certo seria você morrer velhinho, mas nem sempre isso acontece. O negócio é aproveitar e ser feliz

10 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Acho que eu tentaria aproveitar tudo que pudesse, e ficaria tranquila, porque pelo menos um de meus fantasmas estaria descartado: a velhice... rs

Beijocas

disse...

É aquela história de sempre viver o dia de hoje como se fosse o último.Em 1 ano dá pra adiar muita coisa, dá pra arranjar muitas desculpas pra não ajudar o próximo.Queria ver o que iria acontecer se tivéssemos o dom de descobrirmos que só temos mais 1 dia de vida...

Aí sim, o que você faria?

Beijos!

Tati Rodrigues disse...

penso que quero e preciso levar o melhor da vida... por isso aproveito não apenas o tudo de qm gulosamente percebe q o tempo se esvai, mas tenho apego aos detalhes, sensibilidades e profundidades da vida... como o que encontro qdo passo por aqui e sinto seu amor pela vida, um desejo nobre e ardente de viver... hehe

soa meio piegas, e quem disse q de vez em qdo não sou? e não me envergonho, pois sinto, e por isso me expresso... e não é mera distração, neste momento é saudade... incrivel né?

cuide-se guria. a brisa começa a soprar e em breve vai ventar mais forte, então não se esqueça de voar a favor dele ok? hehe

até.

Autor disse...

Voltei e voltei pontocom.
hehehehe
Então,estou atualizando minhas visitas e matando a saudade dos amigos!
Reapareça no novo Confissões a Esmo.
Beijão,
Autor
www.confissoesaesmo.com

Fran disse...

Nossa, é complicado pensar nisso, nunca vivemos o máximo e nem sempre fazemos o que deve ser feito. O ser humano se preocupa muito com as grandes coisas, enquanto são as pequenas que realmente nos fazem felizes...

Beeijos!

Caá disse...

nossa, esse filme é encantador. adoro ele, adoro VER ele e refletir sobre a vida, sobre as coisas que agente acha que é passageira e não são! são coisas eternas e que temos que aproveita-las


obrigada pela visita lá tá?
beeijos, boa semana!

Lucio Gury disse...

viva a vida como se n houvesse o amanha... viva cada dia como se fosse o ultimo, um dia vc acerta!
Esse é meu lema de vida, ja q passei um uma 'quase' esperiencia de acidente... então n há como saber qndo iremos morrer, logo, vivamos como se n houvesse o amanha! (parece uma musica.. kk)

Bjos, Aloha
OBS: Eh o GURY

Jana disse...

Boa pergunta. Acho que se a gente pensasse assim sempre, aproveitaríamos a vida muito mais.

=*

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, pegou logo no calcanhar de Aquiles do problema, pois nem sempre temos um anos a mais de vida, as vezes se resume apenas algums minutos, ou horas (e geralmente nem sabemos quando vai chegar a nossa hora)...

Eu vou vivendo meu ritmo, mas daria prosseguimentos a projetos que acabaram ficando em segundo plano...

Fique com Deus, menina senhorita Elis.
Um abraço.

EU disse...

Olá!

Obrigada por sua visita em meu blog. Adorei conhecer o seu. E olhe só que coisa interessante: eu tenho um post, de 24/11/2009, sobre o filme "O amor pode dar certo", que assisti pela primeira vez naquela data.

Vamos manter contato.

Abraço,

Carin