sábado, 26 de abril de 2008

MAGOA



É Mágoa.Já Vou dizendo de antimão.
Se eu encontrar com você
Eu já tô com três pedras na mão.
Eu só queria distância da nossa distância
E sair por ai procurando uma contramão.
Acabei chegando na tua rua e fiquei na dúvida
de qual era a sua janela.
Eu sei que a proposta era ficar cada um na sua mas,
é que até a minha solidão tava na dela.
Atirei uma pedra na sua janela
E logo correndo me arrependi.
Fiquei com medo de te acertar.
Mas era mesmo pra te acertar e disso,
Por um momento eu quase me esqueci.
Atirei outra pedra na sua janela.
Uma que não fez o menor ruído,
não quebrou, não rachou, não deu em nada
E eu pensei: "Talvez você já tenha me esquecido".
Só não deu mesmo é pra te acertar o coração
Porque eu era o alvo de tanto que tinha sofrido.
Ai nem precisava mais de pedra porque a minha raiva
Quase que transpassa a espessura do seu vidro.
É Mágoa.
O que eu choro é água de sal.
Se der um vento é maremoto.
Se eu for embora aí não sou mais eu.
Água de torneira não volta.
Eu vou embora ...
Adeus"
Ana Carolina

4 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Amo essa música! Principalmente cantada pela Ana num CD ao vivo dela!

Essa música fez parte de uma grande paixão minha, complicaaaaada... rs... Mas que já passou!

Beijos

Raafy. disse...

Ai...o amor é muito³ complicado!"Mas tudo passa, tudo passará, só bombril fica!" SUIAHAUIAH' A gente supera fofa! A gente supera!
Te linkei
bjoo :*

Nyse Brito disse...

Muito lindo!! =)
Mas acho que não vale a pena ficar guardando mágoas dentro da gente... isso só nos prejudica!!!

O melhor q temos a fazer é esquecer quem nos fez mal...

adorei teu blog! =*

Toninho Moura disse...

Pois é, atire a primeira pedra quem nunca sofreu por amor.