segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

DELITERIOS....


Ela canta enquanto dança com a morte
Vítima de mudanças
Não sente medo, não sente dor
Anjos choram e abençoam seus pecados
Este é o atalho para a escuridão
Ela está tão machucada....
Com suas feridas tão expostas
Ela reza, mas seu mundo está desmoronando
Ela não consegue parar de chorar....
Das ilusões criadas em sua vida
A vida é como o anoitecer pra ela agora...
E ela só quer que o anoitecer acabe
Agora ela sente seu corpo morrer
Todos a olham...
Ela pode ver seu sangue refletir em seus olhares.
E todas as mentiras ditas refletidas em seus rostos.
Sempre busca força no que é verdadeiro...
E controi a cada dia sua historia.
Bye Elis!

12 comentários:

Rogério Felício disse...

Que blog gostoso... adorei seu cabtinho, me senti tão bem aqui... ouvi suas músicas... que delícia adorei... agora deixa eu para de escrever e continuar ouvindo as belas músicas e lendos os textos... *rs

Bruno Blessed disse...

"Este é o atalho para a escuridão"
Fato.
Gostei muito desse lugar aqui, até copiei a foto da mulher com a boneca na mão e coloquei na minha área de trabalho. haha.
acompanhando
Um abraço

(marta selva) disse...

lindo. adorei a dança com a morte.
lindo mesmo.elis.

;*

Drêycka disse...

bju, nina!

Camille disse...

Oi Elis!
Postei sua bolsa lá no blog, na tag what´s in your bag.
Bjo

Andréia disse...

nossa.. parece que esse post saiu de mim... adorei fofa! muito msm..rs

beijokas

Vinícius Aguiar disse...

Nossa! Estava até com saudade dessa forma de escrever tão peculiar... impondo sentimentos plenos às palavras, e deixando no ar aquela interrogação que é tão natural nos bons textos. Parabéns!

O Profeta disse...

As estrelas são o brilho dos olhos
Dos anjos amigos de um Deus total
Caem ao mundo em forma de lágrimas
Dão ao mar o sabor do sal


Bom fim de semana


Bom carnaval

Mágico beijo

Tyellë disse...

oii...tem presente para você no meu blog. bjus

Eu® disse...

Complexo, na verdade, são esses textos.
No fim, eu nunca sei se entendi a mensagem ou se entendi o que, na mensagem, não era pra entender.

Beauvoir disse...

Eu já me senti assim muitas vezes...e morri. Mas, agora, nasceu uma outra Beauvoir, mais decidida, mais madura, mais viva. E é isso que importa.
Beijos, adorei teu canto também!

Thaiziinha disse...

Amei seu blog!!
Textos muitos lindoss, adodei!!
Beijão!!!!
Continue assim!!!