domingo, 17 de agosto de 2008

Apertem os cintos a felicidade mora aqui....

A vida é o trem que passa. Os sonhos são os vagões, o amor é o maquinista; somos nós, a estação! Adquira seu bilhete, faça sua escolha. O trem vai seguindo continuadamente em cada vagão, o desejo de sua mente... Há também tristezas, desilusões... Com a passagem na mão, escolha! A viagem, se longa não sabemos. A bagagem é cada dia vivenciada. Mudar o rumo, podemos, sem mesmo saber da parada. A estação nunca pode estar vazia. Será sempre um passeio viver? Se sentar na janela, aprecie. Tudo é passagem, algo pode reter. Cada dia que passa é contagem regressiva. Viaje como se cada instante fosse único, cada olhar como se fosse o último. Respire fundo, o caminho é longo. Encontrará adversidades, tristezas, saudades, abismos, retas, curvas... Inúmeras serão as vezes que não veremos o que há além da curva, mas o percurso seguirá sonhando. A vida é uma viagem! Somos mutantes, somos passageiros, somos nuvens, somos fumaça. Por não saber decifrar o mapa da vida algumas vezes nos perderemos no trajeto. Mas, para quem sonha, nada é impossível; nunca se perde, sempre se encontra. Escute, ouça, é o apito de mais uma partida. Poderá estar partindo para novos lugares sem roteiros, sem destino, sem poente ou nascente. A direção é para a felicidade. Conduzirá e será conduzido. O maquinista sempre atento na história, na vida. De tudo que viver, uma coisa é certa: Não se canse da viagem, prossiga! Lute, grite, implore; mas não desista... Se cansar, acene, sorria. O maquinista não te deixará. Não hesite, não tema. Onde parar, um coração certamente o acalentará. A viagem prossegue... E sabendo onde quer ir vá seguro, você consegue. Sabendo sempre que vai valente sua viagem será eternamente... No vagão da primeira classe.
viver....viver.....precisamos agir.....!!!
bjocas da srtªElis!

9 comentários:

Desarranjo Sintético disse...

Lindo! E reflexivo!
A vida pode até se desgovernar, mas sempre haverá a próxima estação!

Bjoks, obrigado pela visita lá no blog!

Fábio.

Vinícius Aguiar disse...

Parabéns pela belíssima reflexão! Espero apenas que a nossa vida seja sempre estações e vagões, mas nunca fumaça! Façamos acontecer!
Beijos!

''[G]ü[R]ÿ disse...

uper-super-desculpaaaa.. Elis, é q passei aki e não comentei.. eu tentei ler, mas acho q estou meio com déficit de atenção e concentração.. mas keria deixar aki meu comentário, pra saber que adoroo seu blog, nem q seja soh pra olhar sua mini-foto e os posts antigos..
bj
alohaaa
um xero pra vc tb

Ane Talita disse...

Bacanaaaaaaa!

vc usou a efemeridade da vida de uma forma tão delicada...

beijos!

Drêycka disse...

oie

so estarei no msn sexta e fds!! mas t ajudarei no q vc precisar!!!

bju grande

Salve Jorge disse...

É trem
Bão
Cheio de vagão
Umas mais
Outras menos
Mas nunca sem
Tanto vai
Quanto vem
Mas dizem que há os que não vêem
Mas tanto faz
O que se trás
Nem sempre se leva
Então a gente logo releva
E percebe o algo mais
Que está além...

meu mundo invisivel disse...

Menina está otimo viu. Prabéns que texto lindp!!!!!

meu mundo invisivel disse...

Menina está otimo viu. Prabéns que texto lindp!!!!!

Nathália disse...

Se a gente não agir, a vida não evolui. Essa é a verdade. Rsrs.

Beijo!